Marketing 4.0 voltado para o mercado feminino

Marketing 4.0 voltado para o mercado feminino

Escreveu Clarice Lispector: “o destino de uma mulher é ser mulher”.

Faço dessa reflexão um desdobramento para as lições atuais sobre o marketing 4.0 dirigido ao mercado feminino. Um segmento de dimensões gigantescas que se apresenta com perfil inegavelmente singular.

Como lidar com o atendimento às expectativas, desejos, anseios, sonhos e necessidades desse público (mercado-alvo) para produtos e serviços?

Descrito no livro Marketing to Womem Around the World, o mercado feminino se divide em quatro nichos: (1) donas de casas conformadas; (2) donas de casa que planejam trabalhar; (3) mulheres com um emprego; e (4) mulheres com uma carreira. Elas exercem forte influência sobre pessoas de acordo com a atividade que realizam e são melhores gerentes quando se trata de atribuições complexas e multifacetadas, pois estão mais adaptadas a essas questões em casa, no trabalho ou em ambos.

As pesquisas sobre comportamento nos revelam que o processo de tomada de decisão de uma mulher é diferente do processo dos homens. Homens são mais curtos e diretos; querem resolver a situação. Mulheres costumam passar horas nas lojas examinando qualidade, comparando preços e pesquisando on-line, assim como conversam mais sobre marcas e buscam opiniões das amigas, da família e estão abertas a receber auxílio dos outros (uma boa dica para os profissionais de aconselhamento e consultoria). Elas querem o produto perfeito, o serviço perfeito ou a solução perfeita. Tendem a avaliar tudo (benefícios funcionais, emocionais, preço e demais características) antes de definir o verdadeiro valor dos produtos e serviços.

Importante destacar que são mais fiéis às marcas e mais inclinadas a recomendar sua escolha à comunidade, por isso, consideradas “influenciadoras”.

Essas influências dão sustentação ao crescimento exponencial das mulheres na conquista por maior participação de mercado na economia digital.

Se sua empresa deseja crescer no segmento feminino, é necessário passar pelo processo de tomada de decisão mais abrangente das mulheres. Elas são ótimas coletoras de informações, compradoras holísticas e gerentes domésticas.

Lembre-se de que a autora Clarice Lispector também nos deixou outro grande ensinamento e um enorme desafio: “toda mulher leva um sorriso no rosto e mil segredos no coração”.

Pense nisso!

Como sua empresa pode aumentar participação no mercado feminino alavancando a influência das mulheres nas comunidades em que ela participa (lar, família, trabalho e amigas)?